MEG STUART

Meg Stuart, coreógrafa e bailarina americana, nasceu em New Orleans e vive e trabalha em Berlim e Bruxelas. Stuart criou mais de trinta produções, desde solos a coreografias de grande escala, com a Damaged Goods, a sua companhia sediada em Bruxelas. Outros projetos seus incluem trabalhos em vídeo, instalações e criações site-specific. O seu trabalho tem percorrido o circuito teatral internacional e foi apresentado na Documenta X, Kassel (1997), na Manifesta 7, Bolzano, e na Performa 09, Nova Iorque (2009). Stuart procura desenvolver uma linguagem nova para cada peça, em colaboração com artistas oriundos de diferentes disciplinas criativas e move-se na tensão entre a dança, o teatro e as artes visuais. Trabalhos colaborativos de sua autoria foram desenvolvidos com os artistas plásticos Gary Hill, Ann Hamilton, Vladimir Miller e Jozef Wouters, entre outros. A cenografia e as possibilidades visuais do teatro como espaço de ficção e de “magia” detêm um importante papel em muitas das suas peças. Nos seus projetos de improvisação, como Crash Landing, Auf den Tisch! ou City Lights — A Continuous Gathering (2016), os performers partilham muitas vezes o palco com músicos, artistas de vídeo e artistas plásticos. Meg Stuart e Damaged Goods têm uma colaboração continuada com o Kaaitheater, Bruxelas, e o HAU — Hebbel am Ufer, Berlim.

Website