artista nomeado por Zoé Whitley


Brownwyn Katz

1993 · Kimberley, África do Sul

Integrando escultura, instalação, vídeo e performance, a prática artística de Bronwyn Katz aborda o conceito de território enquanto repositório da memória, refletindo sobre a noção de lugar ou espaço como experiência vivida e a capacidade do território para recordar e transmitir a memória da sua ocupação. Conceptualmente, o trabalho da artista remete para o contexto político em que é produzido, corporizando subtis atos de resistência que dirigem a atenção para as construções sociais e as fronteiras que continuam a definir esses espaços. Katz obteve um mestrado em artes na Universidade da Cidade do Cabo e as suas exposições recentes são: / // ! #, blank projects, Cidade do Cabo (2019); A Silent Line, Lives Here, Palais de Tokyo, Paris (2018); Not a Single Story, Nirox Foundation, Joanesburgo (2018); Tell Freedom, Kunsthal KAdE, Amersfoort (2018). Katz é membro fundadora de iQhiya, um coletivo de onze mulheres artistas que já apresentou performances em diversos espaços, incluindo a Documenta (em Kassel e Atenas), Greatmore Studios e a Iziko South African National Gallery. Katz vive e trabalha em Joanesburgo.

Website
© Nokuthula Mbatha