artista nomeado por BENJAMIN WEIL


JULIA SPÍNOLA

1979 · MADRID

Julia Spínola vive e trabalha em Madrid. Os seus trabalhos sugerem hiatos de descontinuidade para combater o contínuo e o monótono. Questões como leveza, peso, tensão, equilíbrio, toque e resistência inesperada emergem através do recurso a cortes, lixa e mais recentemente objetos quotidianos. Referindo-se a conceitos tão diferentes como orelhas, pés, vertigem e sequências, a artista constrói um campo de significados atípico.