Margarida Mendes

1985 · Lisboa, Portugal

Margarida Mendes é curadora e investigadora e trabalha em Lisboa. Explorando a sobreposição entre a cibernética, a ecologia e o filme experimental, a sua investigação centra-se nas transformações dinâmicas do meio ambiente e o seu impacto nas estruturas sociais e na produção cultural. Mendes está interessada em explorar formas alternativas de educação e de resistência política através da sua prática colaborativa, da programação e do ativismo. A sua atividade como curadora estende-se por todo o mundo, tendo integrado a equipa curatorial da exposição The Eighth Climate (What Does Art Do?), parte da 11ª Bienal de Gwangju, e a 4ª Bienal de Design de Istambul, A School of Schools. Em 2016 comissariou a exposição de longa duração Matter Fictions, no Museu Coleção Berardo, Lisboa, tendo o catálogo sido coeditado pela Sternberg Press. Dirigiu diversas plataformas educativas, como escuelita, uma escola informal no Centro de Arte Dos de Mayo — CA2M, Madrid (2017); The Barber Shop, um espaço de projetos em Lisboa dedicado à investigação transdisciplinar (2009–16); e a plataforma de investigação curatorial ecológica The World In Which We Occur, um projeto em curso desde 2014. É doutoranda no Centre for Research Architecture, Visual Cultures Department da Goldsmiths University de Londres.